wrapper

Breves

Voz da Solidariedade...

Um programa da Fundação Aurora Borges, de Santa Marinha, Seia, emitido semanalmente através da Antena Livre, 89.6 aos Sábados, das 13 às 14 e reposição aos Domingos das 10 às 11. Ouça aqui os programas...

segunda, 06 novembro 2017 00:00

XX Jornadas Históricas

Seia: Duas décadas de debate e reflexão 

Vinte anos, vinte temas, vinte oradores, assim vão ser as Jornadas históricas de 2017, que durante dois dias e meio, potenciam a troca de saberes e experiências entre oradores e participantes.

“O Caminho faz-se Caminhando…Memória histórica dos 20 anos das Jornadas Históricas de Seia” é o tema de reflexão e debate da 20ª edição das Jornadas Históricas, que se realizam em Seia, nos dias 16, 17 e 18 de novembro. Promovidas pelo Município de Seia, através do Arquivo Municipal, decorrem no auditório da Casa Municipal da Cultura e, à semelhança das anteriores, contam com um painel de conferencistas de reconhecido mérito científico e académico. 

De uma forma abrangente, o debate propõe uma abordagem ao percurso histórico de duas décadas das Jornadas Históricas, recordando os temas centrais de cada edição, contando para isso com a participação de oradores de cada uma delas. O primeiro tema do programa, que se inicia às 15h do dia 16h, abordará a Arte, arquitetura e poder no tempo de D. João V, a cargo de José Manuel Tedim. Durante esta tarde serão ainda apresentados temáticas como o Republicanismo em Seia (séc. XX e o final do milénio), por Lúcia Moura, “Chamusca e os seus Cemitérios: Memórias da vida no espaço da Morte” (a propósito da morte e festa), por António Matias Coelho, “A vida e obra de Afonso Costa”, por António Reis, finalizando o dia com “A violência na mulher”, por Pinto da Costa.

A sexta-feira tem início com a intervenção de João Madeira, sobre “os primeiros anos 60 e a viragem do PCP”, em alusão ao tema “O tempo de Álvaro Cunhal” debatido nas VI Jornadas Históricas, seguindo-se Carlos Bráz Saraiva, numa abordagem ao primeiro psiquiatra português, Viriato Capela, em referência aos meios financeiros do Município do Antigo ao Moderno (O Poder Central), terminando a manhã com a apresentação de Frei Bento Domingues “Religião dos Portugueses, Religião do Coração”.

O recomeço dos trabalhos da tarde está a cargo de Manuela Tavares Ribeiro, com a apresentação “Mitos simbólicos – povo, nação, paz – no pensamento dos utópicos de meados de oitocentos”, a que se seguirá a exposição de Isabel Maria Corker, com o tema “Consequências políticas da ação da Maçonaria Feminina”. “Metamorfoses da Guerra e Paz”, por Adriano Moreira, e “As músicas da I Republica”, por Rui Vieira Nery, integram igualmente o programa desta sexta-feira.

Os trabalhos têm continuidade no sábado, com intervenções de Anselmo Borges, em alusão ao corpo e a transcendência, de José Sobral, numa abordagem à alimentação “Fado e bacalhau de cebolada: simbolismo e ideologia na construção de uma cozinha portuguesa (séc. XIX-XXI)”, de David Justino, a propósito do “Conhecimento, sistemas culturais e desnacionalização da cultura escolar na era da globalização”, e de João Luis Fernandes, que falará sobre “A perspetiva territorial da casa: relações de poder, disputas especiais e cidadania”.

Durante a tarde serão apresentados as temáticas “Usos Do tempo e do espaço em meio urbano: Lisboa no séc. XIX”, por Maria Alexandra Lousada, “O brincar e as culturas de infância: os desafios e os constrangimentos na sociedade atual”, por Carlos Neto, e “O Caminho faz-se caminhado”, tema central desta edição que será proferido por Fernando Catroga.

No âmbito do programa, a Casa da Cultura recebe na noite de sexta-feira, a partir das 21h30, o concerto lírico “Noite de Encanto”, por Conceição Seabra e seus convidados. No dia 17, às 17h10, está, ainda, agendado o lançamento do livro - SEIA NA ROTA DA CIÊNCIA, Duas décadas: 20 anos de Jornadas Históricas, por Jaime Gouveia.

Paralelamente, vão estar patentes nas Galerias diversas exposições, que contam com um espólio da Grande Loja Feminina de Portugal- Estrela de Alvorada de Viseu, do Museu do Brinquedo, do Museu Natural da Eletricidade e dos particulares: Rui Veloso e da Agência Funerária António Simões & Irmão, Lda.

A antecipar a sessão de encerramento desta 20ª edição, a autarquia senense, num gesto simbólico de reconhecimento municipal, presta homenagem ao Professor Doutor Catroga, coorganizador das Jornadas Históricas. 

A participação nesta formação equivale a 1 créditos - acreditação do Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua - aplicável a educadores de infância e docentes do ensino básico e secundário. Com um custo de 40 euros, as inscrições podem ser efetuadas no Arquivo Municipal, através do telefone 238081392 ou pelo e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

 

 

Partilhar este artigo

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Eduardo Cabral

Até que enfim! O desagrado político que se viveu ...

Joaquim Pimentel

Há muito, muito tempo que uma esmagadora maioria ...

Mário Branquinho

O governo que não fez nada no Distrito da Guarda ...

Manuel Miranda

A Convenção da ONU para a Deficiência E os ...

André Figueiredo

Atendendo ao que se tem visto temos que estar à ...

Estrela da Beira

Chegou o frio porém nós temos Música. Música essa ...