wrapper

Breves

terça, 19 dezembro 2017 00:00

RELVAPARQUE vence 2ª edição do OP Escolas

Sessão de apresentação das propostas vencedoras decorreu na tarde de sexta-feira, dia 15 de dezembro, na Sala de Reuniões da Câmara Municipal. 

Já são conhecidos os quatro vencedores da segunda edição do Orçamento Participativo Escolar (OP Escolas), uma experiência de cidadania participativa ao nível das escolas do concelho de Seia, para qual a Câmara Municipal destinou 20 mil euros, cinco mil para cada projeto. 

Para esta iniciativa, que fomenta o espírito cívico e o sentido democrático nos mais novos, foram apresentados 7 propostas, com contributos dos alunos da Escola Profissional Serra da Estrela, do Agrupamento de Escolas Dr. Guilherme Correia Carvalho e do Agrupamento de Escolas de Seia, dos quais a comunidade elegeu quatro projetos. 

O projeto RELVAPARQUE - RECR(E)IAR ESPAÇOS LÚDICOS, apresentado por professores e alunos do Centro Escolar de Seia e que prevê reabilitar o espaço de recreio da escola, foi o que reuniu maior votação (268 votos), a que se seguiu o projeto da Escola Tourais-Paranhos “Brincar ao Ar Livre c/+ Conforto”, centrado na criação de um espaço coberto que permita a realização de eventos, com 265 votos. O terceiro e quarto lugar são ocupados por projetos de alunos e professores da Escola Secundária de Seia, respetivamente a proposta “Keep on Movement - Espaço Fitness Outdoor” (204 votos), que como o nome indica prevê a criação de um espaço alternativo de lazer para os alunos e para lecionação das aulas Educação Física, no âmbito da condição física, e o projeto (A) Fazeres e Saberes (164 votos), que se propõe reformular uma sala para alunos com Necessidades Educativas Especiais que frequentam o ensino secundário.

Município apoia alunos do 1º ciclo

Paralelamente, foram entregues na ocasião cheques aos diretores dos Agrupamentos de escolas do concelho, destinados às crianças do 1.º ciclo que frequentam as escolas do concelho. A ação destina-se a comparticipar, de forma igual, material escolar para os alunos do 1.º ciclo que apresentam condições de acesso aos apoios da ação social escolar, respetivamente posicionados nos escalões 1 e 2 da Segurança Social, e a suportar as despesas com a aquisição dos cadernos de atividades a todos os alunos do 1.º ciclo, “fichas de atividades” indissociáveis dos manuais escolares comparticipados pelo Governo.

O investimento, na ordem dos 25 mil euros, pretende, em complementaridade com outras medidas de apoio à família implementadas pela autarquia, promover uma maior equidade no acesso ao sistema educativo e minimizar as desigualdades, materializando a universalidade do direito de acesso à educação.

 

Partilhar este artigo

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Eduardo Cabral

Fazendo uma retrospetiva à vida humana, concluímos que só bastante tarde é que nos damos conta que os dias e anos andam tão rápidos que até parece mentira. Todavia, a longevidade que em jovens julgamos nunca lá chegar, rapidamente a atingimos, ...

Joaquim Pimentel

Alguns anos após o 25 de Abril, mais precisamente quando aquela casta de políticos que serviram Portugal e os portugueses com verdadeiro espirito de missão, no Governo ou no Parlamento – a Casa da Democracia – colocando os interesses do país e do ...

Manuel Miranda

São doentes aos milhares em situação de risco. São notícias de milhares de cirurgias adiadas. São doentes oncológicos em risco de vida com cirurgias urgentes adiadas.  Um reduzido grupo de enfermeiros consegue fazer adiar cirurgias nos hospitais ...

Estrela da Beira

No passado dia 23 de fevereiro a Sociedade Musical Estrela da Beira (SMEB) fez um concerto de apresentação do 1º CD intitulado “Contemplar”.  Este CD enaltece toda a dedicação que a SMEB tem vindo a colocar em prol da música filarmónica e da ...