wrapper

Breves

terça, 10 abril 2018 00:00

PEDU: Câmara apresentou anteprojeto “Seia Porta da Estrela”  Destaque

Foi apresentado publicamente, o anteprojeto da operação “Seia Porta da Estrela”, uma ação inserida no PEDU SEIA 2020 (Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano), numa sessão aguardada e muito participada pela população. 

Entre as várias intervenções previstas no PEDU, a ação “Seia Porta da Estrela”, é sem dúvida, a que abrange a maior área da cidade, a que terá mais impacto e que contribuirá para as prioridades estratégicas do Portugal 2020 que cofinanciam a ação nos domínios da mobilidade urbana sustentável, da regeneração urbana e da inclusão social. 

A importância deste projeto para a cidade e para o concelho foi evidenciada pelo Presidente da Câmara, que perante uma plateia repleta, reiterou o envolvimento e a união de todos, naquele que considera ser “um desafio da cidade” e um “projeto para a comunidade”, pelo seu impacto na melhoria da imagem da cidade, pela dinamização do seu centro urbano e pelos desafios para dinamização social, económica e sustentabilidade ambiental.

O projeto “Seia Porta da Estrela” intervém numa área central que compreende a Av. 1º de Maio, desde o Largo Marques da Silva ao Cemitério, a área da Feira, do Parque Municipal e as encostas a jusante até à Central de Camionagem, preconizando a reabilitação e valorização urbana da Avenida, a requalificação e valorização urbana e paisagística da área da feira e do parque municipal.

O programa de intervenção assenta numa estratégia em que se reafirma Seia como referência indissociável do acesso e ligação com a serra da Estrela, requalificando a área central da cidade com novas infraestruturas de mobilidade para os utilizadores, residentes e visitantes, instalando no centro da cidade um nó de mobilidade designado “Hub intermodal Porta da Estrela” que será o interface de mobilidade dos serviços de transporte (urbanos, intramunicipais, regionais) e da mobilidade suave (pedonal, ciclável).

A área central de intervenção, que compreende toda a Av. 1º de Maio, desde o Largo Marques da Silva até ao edifício da ex PT, será requalificada como uma praça linear, designada “praça Porta da Estrela” onde, além do “Hub intermodal”, serão instalados um Welcome Center, quiosques, esplanadas e criado um espaço público de circulação e permanência pedonal possibilitador de novas dinâmicas urbanas de mobilidade e estadia dos utilizadores, dinamizando a atividade comercial e a ligação com o centro histórico da cidade.

O reperfilamento da avenida aposta genericamente no aumento da área pedonal e definição de áreas cicláveis, permitida pela eliminação do separador central e por uma melhoria e inovação dos elementos urbanos de pavimentação, paisagismo, iluminação e mobiliário urbano, afetando de forma escassa os estacionamentos existentes.

A operação desenvolve-se, ainda, nos espaços públicos da Feira e Parque Municipal, requalificando a área da feira como “Parque Multiusos” para os fins já em uso, designadamente estacionamento e realização de eventos ao ar livre (feira, festas), e a área do parque municipal como um espaço verde qualificado de referência da cidade. Entre estas duas áreas e a avenida existirão soluções de mobilidade suave para pessoas com mobilidade condicionada que asseguram o acesso fácil às valências a instalar, designadamente o parque multiusos, parque intergeracional, o percurso botânico, os equipamentos existentes como o pavilhão gimnodesportivo, parques infantis e piscina, funcionando como funções complementares, mas fundamentais no centro da cidade.

Em termos gerais, o plano geral (masterplan) do anteprojeto apresentado, propõe uma nova imagem do centro da cidade que aposta na requalificação urbana, paisagística e ambiental, numa lógica de criação de espaços públicos urbanos de qualidade e de referência no domínio da mobilidade urbana, da sustentabilidade, permitindo dinamizar as funções comerciais, turísticas e afirmando o centro da cidade como pólo urbano de conexão (mobilidade) entre a cidade e o exterior (local, regional) e na articulação intraurbana (centro histórico e áreas residenciais)

A sessão de apresentação captou o interesse de um número significativo de cidadãos, que naturalmente reconhecem a importância de intervir nesta importante área comercial, residencial e de serviços, tendo participado de forma bastante empenhada quer no pedido de esclarecimentos, quer no manifesto de opiniões sobre a proposta municipal, tendo resultado diversos contributos de apoio, mas também de preocupações e receios relacionados na sua grande maioria pelas alterações ao estacionamento e aos impactos e duração da execução das obras.

O Presidente da Câmara afirmou que este é um processo participativo, manifestando total disponibilidade da Câmara Municipal para receber, analisar e eventualmente integrar indicações, sugestões que se considerem oportunas e valorizem a intervenção, mas é também um projeto para executar, afirmando que o município assume toda a sua determinação e maior celeridade no desenvolvimento da versão final do projeto e na realização física da intervenção no mais curto prazo.

 

Partilhar este artigo

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Eduardo Cabral

Os meses de fevereiro e março tiraram a Portugal e aos Portugueses a angústia duma seca severa que nem os mais otimistas acreditavam que voltasse a chover em Portugal. De facto, ao olharmos para todo o solo de Portugal, era desesperante vê-los ...

Joaquim Pimentel

Triste e lamentavelmente, perante a realidade da vida, que ninguém nos procure impingir a mentira de que a situação da Síria mexe com Assad, Trump, Putin, etc! Por mais razões que queiram invocar, a atitude destes “senhores” e de todos quantos a ...

Manuel Miranda

Mas tanta!... tanta gente de olhares em mim!... Eu sei que sou diferente… Que ando na vida para mim voltado, de todos os outros desencontrado!... Autista!… é o que de mim dizem. E outros que sou de perturbações do espectro do autismo. Outros ...

Estrela da Beira

A época das festas religiosas aproxima-se a passos largos. Estivemos novamente em Salamanca onde participámos na Procissão do Enterro (Sexta-feira Santa) e na Procissão do Encontro (Domingo de Páscoa) a convite da Cofradía de la Vera Cruz. É ótimo ...