wrapper

Breves

sexta, 01 junho 2018 00:00

Dia Municipal do Bombeiro: Câmara entregou equipamento de proteção individual a bombeiros  Destaque

O primeiro Dia Municipal do Bombeiro, instituído no ano passado a 21 de maio, foi assinalado no dia 19 de maio pela Câmara Municipal com “pompa e circunstância”, num programa de homenagem aos soldados da paz, marcado pela entrega de 30 kits de proteção individual para combate a incêndios às corporações de bombeiros voluntários do concelho.

As comemorações tiveram início com a colocação simbólica de uma coroa de flores junto ao Monumento ao Bombeiro, a que se seguiu o desfile apeado e motorizado das corporações dos bombeiros do concelho (Loriga, São Romão e Seia) e da Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de São Romão. 

O momento foi de reconhecimento pelo papel preponderante dos bombeiros do concelho, desempenhado nas mais diversas áreas (social, humanitário e de proteção civil), e de dignificação da intervenção operacional e valorização da atividade dos bombeiros junto da sociedade, como assim referiu o Presidente da Câmara Municipal, Filipe Camelo, no decorrer da sessão solene, que decorreu na Praça do Município.

Na ocasião, Filipe Camelo evidenciou a importância da data, expressando “a gratidão e o reconhecimento da Câmara Municipal” aos soldados da paz pelo seu esforço e dedicação, deixando uma mensagem de confiança aos homens e mulheres “sempre disponíveis para prestar socorro”, palavras com especial significado numa altura em que o setor da Proteção Civil e do Socorro vive alguma convulsão e turbulência, pelos trágicos incêndios do último Verão e as consequências catastróficas dos incêndios de junho e outubro. 

“Sendo certo que não conseguiram chegar a todo o lado”, referiu o edil, “os bombeiros revelaram coragem, prontidão, conhecimento técnico e atuação exemplar, pois foi pela ação destes que as consequências, tendo sido trágicas, não o foram ainda mais”. Os bombeiros não fazem milagres, sobretudo quando falha a prevenção, quando não há meios, quando não há homens ou quando não se aposta na formação, frisou.

Filipe Camelo assegurou na ocasião que tudo fará para que a situação não se repita, criando condições para que a missão dos bombeiros seja desempenhada com sucesso, justificando com o forte investimento na prevenção, “que não é de agora, mas que foi ampliado, fruto das novas exigências”.

A este respeito, o edil destacou o conjunto de candidaturas aprovadas, para estabilização de emergência pós-incêndio e requalificação das linhas de água, ao abrigo do Programa de Desenvolvimento Rural (PDR2020), e para abertura/beneficiação de faixas de gestão de combustíveis e realização de fogo controlado, no âmbito do Fundo Florestal Permanente, num total de 1,324 milhões de euros.

No âmbito do PDR2020, as medidas de controlo e mitigação dos efeitos de erosão contemplam a recuperação de troços da rede primária, instalação de barreiras de resíduos, instalação de faixas de proteção, através da sementeira ou plantação, entre outras medidas de mitigação a levar a cabo nas freguesias afetadas pelos incêndios. 

Por sua vez, no âmbito do desenvolvimento de ações de prevenção estrutural, candidatura no valor de 39.909,00€, a Câmara Municipal irá proceder à abertura de 30km de faixas de gestão de combustíveis na rede viária, concretamente na União das Freguesias de Seia, São Romão e Lapa dos Dinheiros, União das Freguesias de Torroselo e Folhadosa, União das Freguesias de Vide e Cabeça, Freguesias de Sandomil, Sazes da Beira, Valezim e Loriga.

No que diz respeito às ações de fogo controlado, a candidatura, no valor de 16.729,20€, tem uma área prevista de intervenção de 140, distribuída pelas freguesias de Teixeira e Alvoco da Serra e na União das Freguesias de Vide e Cabeça.

Ainda em matéria de prevenção, Filipe Camelo referenciou os equipamentos adquiridos pelo Município de Seia para aumentar a mecanização e capacidade de execução de trabalhos de prevenção estrutural do Serviço Municipal de Proteção Civil de Seia. Referia-se a dois tratores adaptados para trabalho florestal, um braço limpa bermas e taludes, um corta-mato florestal e uma cabeça destroçadora aplicada em escavadora giratória do SMPC de Seia, num valor total de 185 mil euros.

A Beneficiação de rede viária florestal e ações de estabilização de emergência; plano de intervenção em linhas de água afetadas por incêndios de outubro (candidatura de mais de 400 mil euros); a Sinalização de Pontos de água para combate a incêndios (Sazes, Cabeça, Aldeia da Serra, Vila Verde, Sameice, Balocas), intervenções na operacionalidade de pontos de água de combate a incêndios (limpeza de captações e desassoreamento); criação de faixas de proteção às casas de guarda-florestal no âmbito do serviço público da equipa de sapadores florestais de Alvoco e Loriga, num total de 7ha; conclusão do desassoreamento dos açudes, entre outros, foram outras das medidas referidas pelo Presidente da Câmara Municipal.

No Plano Operacional, o autarca referenciou a capacitação do Aeródromo Municipal de Seia para a instalação do Centro de Meios Aéreos de Seia, integrado no DECIF, anunciando a vinda de mais meios humanos e recursos.

Filipe Camelo também endereçou palavras de apreço à Guarda Nacional Republicana (GNR), pela força e sentido de trabalho em equipa que transmitem aos demais operacionais no teatro de operações e pela capacitação e valor acrescentado que os 17 elementos do GIPS sediados a partir do início da operação e durante todo o ano, no nosso aeródromo, transmitirão mais prontidão, segurança e confiança em todos nós. 

Por tudo isto, “temos muitas e boas razões para encarar o futuro com confiança e com a garantia de que estamos a fazer tudo o que está ao nosso alcance para que as coisas possam correr no período que se avizinha”, rematou.

 

Partilhar este artigo

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Eduardo Cabral

Os meses de fevereiro e março tiraram a Portugal e aos Portugueses a angústia duma seca severa que nem os mais otimistas acreditavam que voltasse a chover em Portugal. De facto, ao olharmos para todo o solo de Portugal, era desesperante vê-los ...

Joaquim Pimentel

Triste e lamentavelmente, perante a realidade da vida, que ninguém nos procure impingir a mentira de que a situação da Síria mexe com Assad, Trump, Putin, etc! Por mais razões que queiram invocar, a atitude destes “senhores” e de todos quantos a ...

Manuel Miranda

Mas tanta!... tanta gente de olhares em mim!... Eu sei que sou diferente… Que ando na vida para mim voltado, de todos os outros desencontrado!... Autista!… é o que de mim dizem. E outros que sou de perturbações do espectro do autismo. Outros ...

Estrela da Beira

A época das festas religiosas aproxima-se a passos largos. Estivemos novamente em Salamanca onde participámos na Procissão do Enterro (Sexta-feira Santa) e na Procissão do Encontro (Domingo de Páscoa) a convite da Cofradía de la Vera Cruz. É ótimo ...