wrapper

Breves

quarta, 31 outubro 2018 00:00

CISE organiza saída de campo e curso de identificação de cogumelos Destaque

O CISE – Centro de Interpretação da Serra da Estrela organiza este sábado, dia 3 de novembro, mais uma saída de campo para observação de cogumelos, com o intuito de dar a conhecer a grande biodiversidade que caracteriza este grupo de seres vivos.

Durante a saída, que decorrerá entre as 09h e as 15h30, serão visitados locais representativos dos principais tipos de habitats existentes na serra, tais como bosques de resinosas, de folhosas e matos, sendo salientados os aspetos relacionados com a biologia, ecologia, conservação e colheita de cogumelos.

Posteriormente, nos dias 17 e 18 de novembro, e com um maior grau de aprofundamento teórico, o CISE organiza mais um Curso Prático de Identificação de Cogumelos. A formação é ministrada por Mauro Matos e por José Conde e inclui a realização de sessões teóricas e práticas, com saída de campo à serra da Estrela, para observação e recolha de cogumelos.

No âmbito das sessões teóricas serão sublinhados, entre outros conteúdos, indicações que lhe possibilitem reconhecer de forma inequívoca as espécies que crescem na natureza, como a caracterização e identificação dos diferentes componentes de um cogumelo, o seu processo de formação, incluindo informação sobre os cogumelos comestíveis e tóxicos.

A participação nas atividades têm um valor associado e está limitada a um número máximo de participantes, com idade superior a 14 anos. Informações adicionais e inscrições na página de internet www.cise.pt.

O Centro de Interpretação da Serra da Estrela (CISE) é uma estrutura do Município de Seia vocacionada para a promoção do conhecimento e divulgação do património ambiental da serra da Estrela, que apresenta como objetivos principais: promover atividades no âmbito da interpretação da natureza, apoiar a investigação científica, desenvolver projetos de educação ambiental e fomentar o turismo de natureza. 

Unidade única em toda a região, aqui é possível alicerçar o conhecimento empírico oferecido pela descoberta natural da serra, com as bases científicas e fenómenos que a natureza não revela ao olho humano.

 

Partilhar este artigo

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Eduardo Cabral

Os meses de fevereiro e março tiraram a Portugal e aos Portugueses a angústia duma seca severa que nem os mais otimistas acreditavam que voltasse a chover em Portugal. De facto, ao olharmos para todo o solo de Portugal, era desesperante vê-los ...

Joaquim Pimentel

Triste e lamentavelmente, perante a realidade da vida, que ninguém nos procure impingir a mentira de que a situação da Síria mexe com Assad, Trump, Putin, etc! Por mais razões que queiram invocar, a atitude destes “senhores” e de todos quantos a ...

Manuel Miranda

Mas tanta!... tanta gente de olhares em mim!... Eu sei que sou diferente… Que ando na vida para mim voltado, de todos os outros desencontrado!... Autista!… é o que de mim dizem. E outros que sou de perturbações do espectro do autismo. Outros ...

Estrela da Beira

A época das festas religiosas aproxima-se a passos largos. Estivemos novamente em Salamanca onde participámos na Procissão do Enterro (Sexta-feira Santa) e na Procissão do Encontro (Domingo de Páscoa) a convite da Cofradía de la Vera Cruz. É ótimo ...