wrapper

Breves

quinta, 13 abril 2017 00:00

Mais um prémio para a Escola Profissional da Serra da Estrela

Diogo Cordeiro, aluno do 2.º ano do Curso Profissional de Instrumentista de Sopro e Percussão na Escola Profissional da Serra da Estrela, na Classe de Trompa, do Professor Luís Santos, alcançou, no passado dia 10 de abril, o 2.º Lugar no Concurso Internacional de Instrumentos de Sopro "Terras de La Salette". 

A edição de 2017 do Concurso Internacional de Instrumentos de Sopro foi disputada entre 380 concorrentes durante quatro dias, com um júri constituído por professores/instrumentistas de renome nacional. Da EPSE participaram os alunos Nuno Baptista (Clarinete), Diogo Cordeiro, Sónia Matos e Gonçalo Almeida (Trompa). Em semelhante cenário de competição, também o ex-aluno EPSE Miguel Ferreira (atualmente aluno de Saxofone na Escola Superior de Música de Lisboa) conseguiu garantir uma importante distinção no Concurso Internacional de Saxofone “Buffet Crampon”, ao conquistar o 2º lugar, na categoria C, numa competição que, para além dos participantes nacionais, reuniu instrumentistas de Espanha, Bélgica, França, Japão e Brasil que marcaram presença em Braga, entre os dias 8 e 10 de abril.

Depois da Orquestra EPSE ter alcançado o 1º. Lugar no 3.º Concurso Internacional de Banda - Filarmonia D’Ouro, em Santa Maria da Feira, na secção Académica, a aposta nos Cursos Profissionais da área da Música, com as vertentes de Instrumentista de Sopro e Percussão e Instrumentista de Cordas e Teclas, continua a dar frutos, destacando-se uma notável dinâmica na concretização de diferentes atividades, privilegiando a interação com a comunidade cultural e artística da região. Destacam-se a participação da EPSE em atividades como o evento "Seia Jazz&Blues" e "Escolas com Jazz”, que abrangeu mais de 600 alunos do Concelho, entre os dias 6 e 9 de março, que teve uma ampla cobertura mediática a nível nacional, assim como a implementação de um projeto orientado para apresentações musicais a alunos dos 1.º, 2.º e 3.º ciclos, resultantes de dois projetos distintos: “A Viagem ao centro da Música” e “Um ensaio do pior”, a par de diversos Recitais de Instrumento e Concertos de Música de Câmara, entre os quais o lançamento do livro  sobre o “Património Azulejar Religioso na Diocese da Guarda”, organizado  pelo Município de Seia.

 

 

Partilhar este artigo

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Eduardo Cabral

Os meses de fevereiro e março tiraram a Portugal e aos Portugueses a angústia duma seca severa que nem os mais otimistas acreditavam que voltasse a chover em Portugal. De facto, ao olharmos para todo o solo de Portugal, era desesperante vê-los ...

Joaquim Pimentel

Triste e lamentavelmente, perante a realidade da vida, que ninguém nos procure impingir a mentira de que a situação da Síria mexe com Assad, Trump, Putin, etc! Por mais razões que queiram invocar, a atitude destes “senhores” e de todos quantos a ...

Manuel Miranda

Mas tanta!... tanta gente de olhares em mim!... Eu sei que sou diferente… Que ando na vida para mim voltado, de todos os outros desencontrado!... Autista!… é o que de mim dizem. E outros que sou de perturbações do espectro do autismo. Outros ...

Estrela da Beira

A época das festas religiosas aproxima-se a passos largos. Estivemos novamente em Salamanca onde participámos na Procissão do Enterro (Sexta-feira Santa) e na Procissão do Encontro (Domingo de Páscoa) a convite da Cofradía de la Vera Cruz. É ótimo ...