wrapper

Breves

segunda, 07 janeiro 2019 00:00

Recuperação da rede hidrográfica com prazo alargado até julho

Em reunião do executivo, Filipe Camelo falou da adenda ao protocolo de colaboração ao Fundo Ambiental para Financiamento das Intervenções Urgentes e Inadiáveis de Regularização Fluvial, assinado no passado dia 20 de dezembro com a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), que estabelece um novo prazo (até julho de 2019) para a conclusão dos trabalhos de recuperação fluvial nas zonas afetadas pelo incêndio de outubro de 2017.

A adenda ao protocolo resulta da impossibilidade do Município, à semelhança de outros 48 protocolos estabelecidos a nível nacional, de concluir os trabalhos até ao final deste ano, justificado por atrasos no procedimento de contratação, condições atmosféricas adversas, que originaram a impossibilidade de executar as intervenções previstas numa época de caudal elevado. 

Recorde-se que o protocolo de colaboração estabelece financiamento no valor global de 430 mil euros para a execução de obras de engenharia natural em áreas afetadas pelos incêndios, com incidência nos rios Alva, Mondego, Seia e ribeira de Alvoco, por forma a garantir o escoamento dinâmico nas linhas de água, minimizar a erosão e o arrastamento dos solos e, por sua vez, o efeito das cheias e inundações, assegurando as condições necessárias para o uso geral das linhas de água.

Os trabalhos a realizar no rio Alva e ribeira de Alvoco consistem na realização da limpeza marginal, consolidação e reperfilamento do leito e taludes marginais, construção de travessões para correção torrencial e reparação de açudes existentes.

Já no rio Seia, estão previstas ações de corte e remoção de material vegetal arbóreo e arbustivo ardido, a remoção de sedimentos e outros materiais nos leitos, a consolidação e recuperação de taludes (de forma a minimizar a erosão e o arrastamento dos solos), a reposição / reabilitação da galeria ripícola (plantação e/ou sementeira de espécies autóctones) e a reabilitação de açudes existentes, com objetivos de correção torrencial.

No rio Mondego serão executadas ações de limpeza marginal.

Partilhar este artigo

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Eduardo Cabral

Fazendo uma retrospetiva à vida humana, concluímos que só bastante tarde é que nos damos conta que os dias e anos andam tão rápidos que até parece mentira. Todavia, a longevidade que em jovens julgamos nunca lá chegar, rapidamente a atingimos, ...

Joaquim Pimentel

Alguns anos após o 25 de Abril, mais precisamente quando aquela casta de políticos que serviram Portugal e os portugueses com verdadeiro espirito de missão, no Governo ou no Parlamento – a Casa da Democracia – colocando os interesses do país e do ...

Manuel Miranda

São doentes aos milhares em situação de risco. São notícias de milhares de cirurgias adiadas. São doentes oncológicos em risco de vida com cirurgias urgentes adiadas.  Um reduzido grupo de enfermeiros consegue fazer adiar cirurgias nos hospitais ...

Estrela da Beira

No passado dia 23 de fevereiro a Sociedade Musical Estrela da Beira (SMEB) fez um concerto de apresentação do 1º CD intitulado “Contemplar”.  Este CD enaltece toda a dedicação que a SMEB tem vindo a colocar em prol da música filarmónica e da ...