wrapper

Breves

quinta, 05 julho 2018 00:00

Entrevista com o Mestre Pedro Veloso, Instrutor de karaté e de Keysi na União de Karaté Shotokan das Beiras Destaque

“Temos de transmitir aos alunos os valores, as máximas, as regras e o trabalho da concentração.”

O karaté é uma arte onde a pessoa aprende a utilizar as mãos ou outros membros do corpo para se defender. É uma Arte Marcial japonesa que teve a sua origem em Okinawa e foi introduzida nas principais ilhas do arquipélago japonês em 1922. Enfatiza as técnicas de ataque, ao invés das técnicas de luta corpo-a-corpo. O JSM foi ao encontro do Mestre Pedro Veloso, instrutor de karaté e de Keysi na União de Karaté Shotokan das Beiras que nos deu a conhecer mais sobre esta arte e sobre o percurso que tem feito ao longo dos vários anos como professor e como atleta. Recentemente, Pedro Veloso foi homenageado pelo Município de Celorico da Beira pelos resultados obtidos ao longo da época.

Não tendo tido oportunidade de começar mais cedo, Pedro Veloso iniciou o Karaté já com 18 anos e, ao fim de oito, atingiu o cinto negro. Começou a dar aulas em Gouveia, tendo sido o primeiro local onde iniciou a atividade. Depois, foi a vez de Mangualde. “Eram aulas divididas com o meu mestre. Surgiu, também, a oportunidade de dar aulas em Nelas e, a partir daqui, comecei por desenvolver um projeto que tinha a ver com a introdução do Karaté nos Jardins de Infância. Há cerca de quatro anos, iniciámos em Seia a prática do karaté.”

O Karaté tem princípios filosóficos como um dos seus principais ensinamentos. Esses princípios são determinantes para polir o ser humano.

O praticante de karaté deve manter a mente distante do egoísmo e da maldade, devendo procurar a pureza dos pensamentos. Contudo, deve estar em alerta para reagir adequadamente a tudo que encontrar pela frente.

Para o Mestre Pedro Veloso, “o Karaté é o veículo principal da informação; é muito mais do que murros e pontapés. Temos de transmitir aos alunos os valores, as máximas, as regras, o trabalho da concentração...” 

 

Diferença entre karaté e Defesa Pessoal

“Karaté é Defesa Pessoal. O karaté é uma arte e tudo o que é arte, demora o seu tempo a aprender e a aperfeiçoar. O karaté requer alguma paciência para aprender”, explica ao JSM o Mestre Pedro Veloso. Por ser uma arte e por exigir do praticante muita paciência, existe uma grande taxa de desistência. “Em 1000 alunos, só 10 é que chegam ao cinto negro. E depois destes 10, só 1 é que tem a sua continuidade no Karaté para toda a vida, porque, de facto, requer tempo, muita paciência, muita repetição e muitas técnicas para se aperfeiçoar ao máximo esta arte”, salienta.

Já a Defesa Pessoal, Pedro Veloso costuma dizer que “é o McDonald´s da alimentação. Temos o McDonald´s para a comida e temos a Defesa Pessoal para as Artes Marciais. A Defesa Pessoal é um processo mais rápido do que o Karaté. No karaté primeiro aperfeiçoa-se a técnica, depois entramos em situações mais práticas. Na Defesa Pessoal não. Primeiro as situações reais, depois aperfeiçoamos a técnica.”

Há que salientar, igualmente, o método de luta keysi, que é um método de Defesa Pessoal que se baseia nos instintos de luta natural do ser humano e de várias técnicas de luta de rua, desenvolvido por Justo Diéguez das suas experiências de luta nas ruas da Espanha. 

O Keysi tem por objetivo reforçar a autoestima dos praticantes e transformar as fraquezas físicas, mentais e emocionais em potenciais pontos fortes. Nasceu como uma intenção de crescimento da pessoa, de autovalorização. Um método desenvolvido e estruturado para as ruas, onde se vive “a realidade”, não se vive de técnicas. Usa vários ataques múltiplos, com ou sem armas. A marca registada do Keysi é a postura “o pensador” e o ataque pensador (pensataq), que usa uma forma de defesa compacta para proteger a parte mais importante do corpo, a cabeça, golpeando e abrindo a guarda do oponente para finalizar usando vários tipos de golpes nas linhas alta, média e baixa do oponente.

“Basicamente é uma técnica que ajuda a desenvolver o nosso sistema de alerta e a nossa capacidade de atenção e de reação para as situações de rua. Não se pode garantir segurança a ninguém, mas o nosso principal trabalho é desenvolver todas estas capacidades de autodefesa e tentar prevê-las e afastarmo-nos delas antes que elas aconteçam”. De referir que Pedro Veloso dá, também, aulas de Keysi na Guarda, Mangualde, Gouveia e S. Romão e conta com cerca de 60 alunos a praticar a modalidade.

Pedro Veloso: Campeão Mundial da FSKA em Kata

Em outubro do ano passado, Pedro Veloso participou no Campeonato Mundial de Karaté, que decorreu em Inglaterra. Representou Portugal e alcançou o primeiro lugar, tendo sido Campeão Mundial da FSKA em Kata e em terceiro, por equipas.   

A FKSA é uma organização Internacional à qual Portugal pertence. Está representada em diversos países e Portugal é representante desta Organização. Todos os anos a FSKA organiza uma prova internacional. Já decorreu em vários países e, este ano, Portugal vai receber esta prova (a XX edição), de 25 a 28 de outubro, no Complexo Municipal dos Desportos, em Almada. “São sempre 19/20 países a participarem nos diversos escalões. Desde 2000 que tenho conseguido boas provas e algumas boas representações. Só na Polónia não consegui alcançar bons resultados, tendo sido bastante frustrante”, refere.

É preciso estar bem preparado e despender muitas horas de treino. Neste sentido, Pedro Veloso já está a iniciar os seus treinos diários para a participação neste Campeonato. 

O Kata é um conjunto de movimentos de ataque e de defesa realizado em conjunto ou individualmente. Representa uma sequência de movimentos, ataque e defesa, numa luta imaginária. Cada ataque deve ser executado como se o oponente estivesse na sua frente, para atingi-lo e cada defesa deve ser executada como se o adversário estivesse mesmo a atacá-lo, numa situação real de perigo. Cada movimento tem a sua interpretação devendo ser respeitado o seu tempo e a sua aplicação. 

União de Karaté Shotokan das Beiras com 600 alunos

A União de Karaté Shotokan das Beiras conta já com cerca de 600 alunos, distribuídos pelos vários Clubes. “Dentro dos Clubes, em Seia, Mangualde, Nelas e Gouveia, são 200, a juntar com as 150 crianças do Jardim de Infância, que totalizam 350. Ao todo, em todos os Clubes (Penalva do Castelo, Guarda, Celorico, Almeida), são cerca de 600 alunos. Já é uma Associação bastante grande”, salienta. 

Pelo esforço que tem desenvolvido, Pedro Veloso foi homenageado, recentemente, pelo Município de Celorico da Beira. “Temos tido sempre o apoio dos vários municípios e o de Seia também não é exceção. O espaço onde damos as nossas aulas foi cedido pelo Município de Seia. Apostaram nesta modalidade e tanto o Município de Seia como a União de Freguesias de Seia, S. Romão e Lapa dos Dinheiros têm sido incansáveis.” 

II Seminário Internacional de MMA traz a S. Romão o Sensei Vinicio Antony 

No próximo dia 21 de julho, o Sensei Vinicio Antony vai estar em S. Romão, no II Seminário Internacional de Karaté MMA. “É um professor de Karaté com bastante experiência e está, também, ligado às Artes Marciais Mistas (MMA). Ele aplica as técnicas de Karaté a esses combates de MMA. Estes combates são os mais aproximados dos que podem acontecer na rua em termos de confronto com alguém. Ele eleva o karaté a um patamar de aplicabilidade bastante real.”, explica ao JSM Pedro Veloso.

Este seminário trata-se de uma verdadeira incursão pela história do Karaté, desde sua origem em Okinawa. Os participantes vão conhecer e entender as verdadeiras técnicas que compuseram o acervo desta técnica secular de combate, que serão observadas e reinterpretadas sob uma nova ótica. 

 

Partilhar este artigo

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Eduardo Cabral

Os meses de fevereiro e março tiraram a Portugal e aos Portugueses a angústia duma seca severa que nem os mais otimistas acreditavam que voltasse a chover em Portugal. De facto, ao olharmos para todo o solo de Portugal, era desesperante vê-los ...

Joaquim Pimentel

Triste e lamentavelmente, perante a realidade da vida, que ninguém nos procure impingir a mentira de que a situação da Síria mexe com Assad, Trump, Putin, etc! Por mais razões que queiram invocar, a atitude destes “senhores” e de todos quantos a ...

Manuel Miranda

Mas tanta!... tanta gente de olhares em mim!... Eu sei que sou diferente… Que ando na vida para mim voltado, de todos os outros desencontrado!... Autista!… é o que de mim dizem. E outros que sou de perturbações do espectro do autismo. Outros ...

Estrela da Beira

A época das festas religiosas aproxima-se a passos largos. Estivemos novamente em Salamanca onde participámos na Procissão do Enterro (Sexta-feira Santa) e na Procissão do Encontro (Domingo de Páscoa) a convite da Cofradía de la Vera Cruz. É ótimo ...