wrapper

Breves

Voz da Solidariedade...

Um programa da Fundação Aurora Borges, de Santa Marinha, Seia, emitido semanalmente através da Antena Livre, 89.6 aos Sábados, das 13 às 14 e reposição aos Domingos das 10 às 11. Ouça aqui os programas...

terça, 07 junho 2016 00:00

“Oh Meu Deus!”, já terminou a 6ª edição Ultra Trail Serra da Estrela

Se tivermos em conta o cenário em que se desenrola, a tecnicidade, a exigência e a persistência do OMD, só a beleza das paisagens serve de combustível aos atletas, com o destino de “conduzir a ‘carroça’ de tudo, pela estrada de nada”.

Nesta prova, desafiam-se os limites num contacto brutal com a natureza e com a condição humana, sujeita às diferenças climáticas que a serra da Estrela propícia à prática deste tipo de desportos.

A 6ª edição do Oh Meu Deus – Ultra Trail Serra da Estrela (OMD) já está concluída. Meio milhar de atletas juntou-se em Seia para participar na maior prova de Trail Run em Portugal Continental. 

Marcada pela excelência e pela qualidade, pela dificuldade e espetacularidade, a partida para as 100 milhas de Portugal foi dada pelas 16 horas, no dia 3 de junho, com a Câmara Municipal como pano de fundo. 

Durante várias horas a classificação manteve-se estável e equilibrada, mas as subidas e o terreno da montanha mais alta de Portugal Continental empurraram novamente Luís Mota - o ‘Super-Homem do Trail Nacional - para o 1º lugar do pódio, completando a distância 160K+ em 23 horas e 26 minutos. Os atletas Milton Gonçalves e Marcolino Veríssimo completaram o pódio, percorrendo o trilho dos 160K+ em (24:22) e (26:25), respetivamente. 

Recorde-se, que Luís Mota já havia vencido a prova no ano anterior (2015). Além de campeão pela segunda vez consecutiva, o ultra maratonista é também totalista do OMD, tendo participado desde a 1º edição da prova serrana - da qual saiu vencedor. Seis anos sem nunca deixar de marcar presença! 

As 100 milhas de Portugal também contaram com a presença e determinação de duas guerreiras bastante conhecidas do Trail Run Nacional. A grande vencedora e totalista da prova feminina do OMD foi Isabel Moleiro, com um tempo de 33 horas e 39 minutos. A atleta portuguesa arrecada assim a 3ª vitória consecutiva na prova. Na segunda posição, seguiu-se Célia Azenha (41:24). 

Nos 100K+ de corrida destacaram-se: o atleta espanhol José Fernandez (14:38) na primeira posição, seguindo-se Abílio Ribeiro (14:51) e Edgar faria (14:23). Na prova feminina, a grande vencedora foi a atleta espanhola Rosário Sanchez (19:32). Já o segundo lugar do pódio foi ocupado por duas atletas em simultâneo, Helena Silva e Virgínia Pereira, com a marca de 20 horas e 19 minutos. Rute Gonçalves (25:26) ocupou a 3ª posição. 

Na prova dos 70K+, destacaram-se (1º) Gonçalo Correia (08:46), (2º) Manuel Chantre (09:27) e (3º) Emanuel Machado (09:47). Ao pódio feminino subiram (1º) Ana Duarte (11:04), (2º) Elsa Dinis (12:54) e a atleta francesa (3º) Anne Souplet (14:49).

Na prova dos 40K+ o grande vencedor foi Hugo Gonçalves (5:27), seguindo-se na segunda posição, ex aequo, Bruno Bispo e José Nunes (5:30). No terceiro posto e com o tempo de 5 horas e 32 minutos, Vitor Santos. No setor feminino, relevo para a prestação de (1º) Filipa Vilar (6:09), para a atleta francesa (2º) Magalie Gouet (7:15) e (3º) Rita Fernandes (7:22). 

Na prova dos 30K+, originalmente 20K+, distinção para os atletas (1º) Paulo Palhinha (02:46:40), (2º) Pedro Gomes (02:47:08) e para o atleta do Reino Unido (3º) Thomas Callan (02:47:09). No pódio feminino, (1º) Maria Machado (04:05:11), (2º) Maria Loureiro (04:16:15) e (3º) Teresa Pimenta (04:16:12).

O OMD 2016 é organizado pela empresa Horizontes, tendo como promotores o Município de Seia e a União das Freguesias de Seia, São Romão e Lapa dos Dinheiros. Na próxima edição, a Horizontes espera atingir a marca dos 1300 participantes e, até completar o objetivo, a organização oferece a inscrição - independentemente da categoria - a quem trouxer um acompanhante. 

 

Partilhar este artigo

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Eduardo Cabral

Até que enfim! O desagrado político que se viveu ...

Joaquim Pimentel

Há muito, muito tempo que uma esmagadora maioria ...

Mário Branquinho

O governo que não fez nada no Distrito da Guarda ...

Manuel Miranda

A Convenção da ONU para a Deficiência E os ...

André Figueiredo

Atendendo ao que se tem visto temos que estar à ...

Estrela da Beira

Chegou o frio porém nós temos Música. Música essa ...