wrapper

Breves

terça, 07 junho 2016 00:00

“Oh Meu Deus!”, já terminou a 6ª edição Ultra Trail Serra da Estrela

Se tivermos em conta o cenário em que se desenrola, a tecnicidade, a exigência e a persistência do OMD, só a beleza das paisagens serve de combustível aos atletas, com o destino de “conduzir a ‘carroça’ de tudo, pela estrada de nada”.

Nesta prova, desafiam-se os limites num contacto brutal com a natureza e com a condição humana, sujeita às diferenças climáticas que a serra da Estrela propícia à prática deste tipo de desportos.

A 6ª edição do Oh Meu Deus – Ultra Trail Serra da Estrela (OMD) já está concluída. Meio milhar de atletas juntou-se em Seia para participar na maior prova de Trail Run em Portugal Continental. 

Marcada pela excelência e pela qualidade, pela dificuldade e espetacularidade, a partida para as 100 milhas de Portugal foi dada pelas 16 horas, no dia 3 de junho, com a Câmara Municipal como pano de fundo. 

Durante várias horas a classificação manteve-se estável e equilibrada, mas as subidas e o terreno da montanha mais alta de Portugal Continental empurraram novamente Luís Mota - o ‘Super-Homem do Trail Nacional - para o 1º lugar do pódio, completando a distância 160K+ em 23 horas e 26 minutos. Os atletas Milton Gonçalves e Marcolino Veríssimo completaram o pódio, percorrendo o trilho dos 160K+ em (24:22) e (26:25), respetivamente. 

Recorde-se, que Luís Mota já havia vencido a prova no ano anterior (2015). Além de campeão pela segunda vez consecutiva, o ultra maratonista é também totalista do OMD, tendo participado desde a 1º edição da prova serrana - da qual saiu vencedor. Seis anos sem nunca deixar de marcar presença! 

As 100 milhas de Portugal também contaram com a presença e determinação de duas guerreiras bastante conhecidas do Trail Run Nacional. A grande vencedora e totalista da prova feminina do OMD foi Isabel Moleiro, com um tempo de 33 horas e 39 minutos. A atleta portuguesa arrecada assim a 3ª vitória consecutiva na prova. Na segunda posição, seguiu-se Célia Azenha (41:24). 

Nos 100K+ de corrida destacaram-se: o atleta espanhol José Fernandez (14:38) na primeira posição, seguindo-se Abílio Ribeiro (14:51) e Edgar faria (14:23). Na prova feminina, a grande vencedora foi a atleta espanhola Rosário Sanchez (19:32). Já o segundo lugar do pódio foi ocupado por duas atletas em simultâneo, Helena Silva e Virgínia Pereira, com a marca de 20 horas e 19 minutos. Rute Gonçalves (25:26) ocupou a 3ª posição. 

Na prova dos 70K+, destacaram-se (1º) Gonçalo Correia (08:46), (2º) Manuel Chantre (09:27) e (3º) Emanuel Machado (09:47). Ao pódio feminino subiram (1º) Ana Duarte (11:04), (2º) Elsa Dinis (12:54) e a atleta francesa (3º) Anne Souplet (14:49).

Na prova dos 40K+ o grande vencedor foi Hugo Gonçalves (5:27), seguindo-se na segunda posição, ex aequo, Bruno Bispo e José Nunes (5:30). No terceiro posto e com o tempo de 5 horas e 32 minutos, Vitor Santos. No setor feminino, relevo para a prestação de (1º) Filipa Vilar (6:09), para a atleta francesa (2º) Magalie Gouet (7:15) e (3º) Rita Fernandes (7:22). 

Na prova dos 30K+, originalmente 20K+, distinção para os atletas (1º) Paulo Palhinha (02:46:40), (2º) Pedro Gomes (02:47:08) e para o atleta do Reino Unido (3º) Thomas Callan (02:47:09). No pódio feminino, (1º) Maria Machado (04:05:11), (2º) Maria Loureiro (04:16:15) e (3º) Teresa Pimenta (04:16:12).

O OMD 2016 é organizado pela empresa Horizontes, tendo como promotores o Município de Seia e a União das Freguesias de Seia, São Romão e Lapa dos Dinheiros. Na próxima edição, a Horizontes espera atingir a marca dos 1300 participantes e, até completar o objetivo, a organização oferece a inscrição - independentemente da categoria - a quem trouxer um acompanhante. 

 

Partilhar este artigo

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Eduardo Cabral

Estamos na época natalícia e, dentro desse ...

Joaquim Pimentel

Dezembro corria veloz! O Natal e a festa da ...

Mário Branquinho

O governo que não fez nada no Distrito da Guarda ...

Manuel Miranda

Não me saía das recordações a exposição das ...

André Figueiredo

Atendendo ao que se tem visto temos que estar à ...

Estrela da Beira

Chegou o frio porém nós temos Música. Música essa ...