wrapper

Breves

Fazendo uma retrospetiva à vida humana, concluímos que só bastante tarde é que nos damos conta que os dias e anos andam tão rápidos que até parece mentira.

Todavia, a longevidade que em jovens julgamos nunca lá chegar, rapidamente a atingimos, levando-nos a meditar que, afinal, foi mais rápido do que se julgava.

É verdade que a força da mocidade nos leva a esquecer e banalizar o futuro próximo como “ainda falta muito tempo”. Mas, não é menos verdade que devíamos pensar que, sem se dar conta, lá estamos caídos.

Mas, também, o percurso da vida, com a sua evolução constante, leva o homem a comportamentos diferentes aos existentes, considerando estes, como o fim de ciclo.

Cria-se, entretanto, uma luta interior entre pessoas a partir dos 55 anos, adolescentes e jovens que, atualmente, como que numa onda de modernismo que explodiu no mundo, valem-se das amplas liberdades que nos dias de hoje muito se apregoa.

É natural que a mocidade ao apanhar este “furo” se queira libertar e o seu namoro seja já de pessoas que tenham maturidade de vida para criar e manter o verdadeiro amor. Sabemos que, no princípio, como diz o povo, “tudo é muito lindo e depois é que aparecem as dificuldades”.

Concordamos, plenamente, com este ditado. Todavia, como em tudo, “não podemos dar um passo maior que a perna” e, hoje, quase toda a nossa juventude começou a não ver assim a vida. Motivada pela força da idade começam, atraídas pelo sexo, a levar uma vida de compromisso que, depois, não conseguem cumprir.

É certo que o comportamento da humanidade e segundo as suas culturas, credos ou religiões, tem de ser respeitado por todos. Mas, não levem a mal, como cidadãos, deixar esta opinião para todos cumprirmos a bem da sociedade.

Como homem e com alguma experiência de vida, sabemos as suas regras, não deixando que outros caiam em situações que poderão, depois, a curto prazo, levar as pessoas à desgraça e ódio finito.

O nosso comportamento deve ser o paradigma dos nossos filhos e dos filhos dos nossos filhos. 

Partilhar este artigo

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Eduardo Cabral

Fazendo uma retrospetiva à vida humana, concluímos que só bastante tarde é que nos damos conta que os dias e anos andam tão rápidos que até parece mentira. Todavia, a longevidade que em jovens julgamos nunca lá chegar, rapidamente a atingimos, ...

Joaquim Pimentel

Alguns anos após o 25 de Abril, mais precisamente quando aquela casta de políticos que serviram Portugal e os portugueses com verdadeiro espirito de missão, no Governo ou no Parlamento – a Casa da Democracia – colocando os interesses do país e do ...

Manuel Miranda

São doentes aos milhares em situação de risco. São notícias de milhares de cirurgias adiadas. São doentes oncológicos em risco de vida com cirurgias urgentes adiadas.  Um reduzido grupo de enfermeiros consegue fazer adiar cirurgias nos hospitais ...

Estrela da Beira

No passado dia 23 de fevereiro a Sociedade Musical Estrela da Beira (SMEB) fez um concerto de apresentação do 1º CD intitulado “Contemplar”.  Este CD enaltece toda a dedicação que a SMEB tem vindo a colocar em prol da música filarmónica e da ...