Numa quadra festiva, como esta, a do Natal, o mundo católico e não católico, vive as alegrias desta Quadra.

Quase todas as famílias se deslocam dos seus lugares de trabalho para comerem a consoada com a família. São dias festivos, alegres e felizes para todos os que regressam às suas raízes; aos braços das mães, pais e irmãos. Na noite de Natal, hoje, felizmente, com as mesas cheias de iguarias, todos vibram de emoção por ver as famílias ou quase todas reunidas a viverem, também, a nostalgia de um ou outro familiar que já partiu para a eternidade.

Desde a nossa tenra idade, vivemos todo um passado em que se comia pão, mesmo assim, algum com bolor; as batatas com bacalhau (na altura conduto dos pobres) com um “chingo de azeite, por vezes pedido aos vizinhos... Dias difíceis, mas que foram ultrapassados com grande esforço e sacrifício dos nossos pais, que mesmo tendo pouco, não queriam que nos faltasse nada.

Continuar...Natal de...