wrapper

Breves

Feito o pequeno intervalo no mês anterior, regressamos hoje à nossa exposição sobre os instrumentos musicais. Durante os últimos artigos já abordámos os instrumentos da família das madeiras, porém ainda não está terminada a nossa viagem pelos instrumentos da família dos metais. Já falámos sobre o trompete e a trompa, por isso, é momento de conhecermos o trombone e as tubas.

O trombone é um instrumento que agrupa no seu nome duas formas: o trombone de pistos e o trombone de vara. Antigamente, o trombone de pistos era a variante que se encontrava em maior número nas bandas, porém com a evolução dos tempos, o trombone de vara chegou e hoje é já raro encontrarmos um trombone de pistos nas nossas casas filarmónicas. Por isso, abordaremos em maior pormenor o trombone de vara.

O trombone de vara é um instrumento com uma válvula móvel (a vara) que ao se movimentar, altera o tamanho do tubo e, consequentemente, da nota. A vara tornou-o, por isso, num instrumento de timbre mais homogéneo, porém o músico que o tocar deverá ser cuidadoso e perspicaz na movimentação da vara pois um pequeno descuido poderá significar um grande erro musical. Bastante utilizado em bandas de jazz, bandas sinfónicas e bandas filarmónicas é, hoje, um instrumento bastante conhecido pelo público em geral.

A tuba é o instrumento musical da família dos metais de maior dimensão. Consiste num tubo cilíndrico curvado sobre si mesmo e que termina numa campânula em forma de sino. Possui um bocal e três a cinco pistões e várias variantes: a tuba tenor ou bombardino; a tuba baixo; e a tuba contrabaixo. Desde o seu aparecimento, em meados dos anos de 1800, é utilizada nas orquestras sinfónicas e bandas filarmónicas, onde o papel de suporte harmónico é muito importante.

E, assim, terminamos a abordagem aos instrumentos de sopro. Esperamos que estejam a gostar deste passeio pelo conhecimento e informação musical. Porém, como os passeios sabem melhor quando se realizam com amigos, convidamos a todos a acompanharem-nos no primeiro “Caminhar com a SMEB”.

No próximo dia 24 de maio (domingo), a SMEB irá organizar uma caminhada com partida na Sede da Banda em direção à Capela de São Sebastião (Santa Marinha). A sua inscrição terá o custo de 10 euros e dar-lhe-á acesso a alimentação (lanche na capela e almoço na sede da banda) e camisola alusiva ao evento. As inscrições poderão ser realizadas através dos nossos contactos e dos diretores da banda até ao dia 17 de maio.

Esperamos por todos para “Caminhar com a SMEB”!

Próximos serviços da banda:

16 e 17 de maio: Vale de Estrela
31 de maio: Nº Srª de Fátima
(Santa Marinha)

Partilhar este artigo

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Eduardo Cabral

Fazendo uma retrospetiva à vida humana, concluímos que só bastante tarde é que nos damos conta que os dias e anos andam tão rápidos que até parece mentira. Todavia, a longevidade que em jovens julgamos nunca lá chegar, rapidamente a atingimos, ...

Joaquim Pimentel

Alguns anos após o 25 de Abril, mais precisamente quando aquela casta de políticos que serviram Portugal e os portugueses com verdadeiro espirito de missão, no Governo ou no Parlamento – a Casa da Democracia – colocando os interesses do país e do ...

Manuel Miranda

São doentes aos milhares em situação de risco. São notícias de milhares de cirurgias adiadas. São doentes oncológicos em risco de vida com cirurgias urgentes adiadas.  Um reduzido grupo de enfermeiros consegue fazer adiar cirurgias nos hospitais ...

Estrela da Beira

No passado dia 23 de fevereiro a Sociedade Musical Estrela da Beira (SMEB) fez um concerto de apresentação do 1º CD intitulado “Contemplar”.  Este CD enaltece toda a dedicação que a SMEB tem vindo a colocar em prol da música filarmónica e da ...