wrapper

Breves

A época das festas religiosas aproxima-se a passos largos. Estivemos novamente em Salamanca onde participámos na Procissão do Enterro (Sexta-feira Santa) e na Procissão do Encontro (Domingo de Páscoa) a convite da Cofradía de la Vera Cruz. É ótimo saber que, com trabalho, conseguimos obter a confiança deste grupo de confrades. 

No início deste mês (março) realizámos as audições da nossa Escola de Música onde foram avaliados os trabalhos práticos do 1º semestre. Trabalhar com crianças e jovens tem-se mostrado um verdadeiro desafio e acarreta algumas preocupações.

Notamos que, atualmente, a grande maioria das crianças e jovens têm muita dificuldade em manter-se concentrados por curtos períodos de tempo e fomos procurar informação acerca disso. O que encontrámos preocupa-nos ainda mais. 

Durante a pesquisa chegámos a um artigo que se intitula “Nunca tivemos uma geração tão triste” (uptokids.pt) e que realmente caracteriza a geração de jovens que temos hoje em dia. No artigo pode ler-se que “as crianças precisam de menos brinquedos e mais tempo com os pais, precisam de menos trabalhos de casa e mais tempo de brincadeira, precisam de menos individualismo e mais tempo para socializar com amigos, menos tempo entre paredes e mais tempo no exterior”. 

São, assim, crianças que precisam de uma maior estrutura e liberdade ao mesmo tempo. São crianças que precisam ser ensinadas e estimuladas a contemplar um só estímulo (uma paisagem, a página de um livro, uma fotografia, um gesto, entre outros exemplos unitários) sem estarem constantemente a serem levados a alterar o seu ritmo e viverem baseados no excesso de estímulo dado pelas redes sociais, jogos informáticos e ecrãs de entretenimento. 

São crianças que precisam sentir uma verdadeira empatia para com os seus pais que têm de ser mestres na vida dos filhos e, por isso mesmo, dar o exemplo sabendo ensinar a arte de fazer pausas e desligar do constante mundo de informação. Porém, nós somos capazes de o fazer? Temos de ser! A bem de uma geração mais calma, mais entusiasta com a vida e mais madura emocionalmente. 

É com esta reflexão que vos deixamos, esperando que tenham tido uma ótima Páscoa na companhia dos que vos são mais queridos. Que o convívio da Páscoa seja também um momento de calma na vida das nossas crianças. 

 

Próximos serviços da banda:

8 e 9 de abril: Nª Srª. do Campo

(Almendra)

Partilhar este artigo

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Eduardo Cabral

Os meses de fevereiro e março tiraram a Portugal e aos Portugueses a angústia duma seca severa que nem os mais otimistas acreditavam que voltasse a chover em Portugal. De facto, ao olharmos para todo o solo de Portugal, era desesperante vê-los ...

Joaquim Pimentel

Triste e lamentavelmente, perante a realidade da vida, que ninguém nos procure impingir a mentira de que a situação da Síria mexe com Assad, Trump, Putin, etc! Por mais razões que queiram invocar, a atitude destes “senhores” e de todos quantos a ...

Manuel Miranda

Mas tanta!... tanta gente de olhares em mim!... Eu sei que sou diferente… Que ando na vida para mim voltado, de todos os outros desencontrado!... Autista!… é o que de mim dizem. E outros que sou de perturbações do espectro do autismo. Outros ...

Estrela da Beira

A época das festas religiosas aproxima-se a passos largos. Estivemos novamente em Salamanca onde participámos na Procissão do Enterro (Sexta-feira Santa) e na Procissão do Encontro (Domingo de Páscoa) a convite da Cofradía de la Vera Cruz. É ótimo ...