wrapper

Breves

quarta, 01 fevereiro 2017 00:00

Candidatura da Estrela a Geopark Mundial da UNESCO promove, em 2017, o Ciclo “Conferência das Estrela”

Durante 9 meses, em nove Geografias, a AGE - Associação Geopark Estrela, entidade responsável pela candidatura da Estrela a Geopark Mundial da UNESCO, promove, em conjunto com os 9 municípios que a constituem, as “Conferências da Estrela”.

Do turismo ao despovoamento, passando pelo empreendedorismo, vamos “olhar” e analisar esta geografia no sentido de identificar problemas e apontar soluções. As Conferências da Estrela serão uma oportunidade para debater ideias ao longo de 9 meses que culminarão com a apresentação da Candidatura da Serra da Estrela a Geoparque Mundial da UNESCO.

A primeira Conferência realizou-se no dia 25 de janeiro, com a presença entre outros, do  Presidente do Município da Covilhã, Dr. Vítor Pereira, do Presidente da Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal, Dr. Pedro Machado, do Administrador Executivo da Beralt Portugal, Eng. António Correia de Sá, Coordenadores Científico e Executivo da AGE, Professor Doutor Gonçalo Vieira e Professor Emanuel de Castro, do Diretor do Museu Mineiro, Comendador José Luís Campos e da Presidente da Junta de Freguesia da Aldeia de S. Francisco de Assis, Drª. Joana Campos.

Estas Conferências resultam da necessidade, de forma participada, de discutir e colocar na “ordem do dia” as principais áreas de atuação de um Geopark Mundial da UNESCO: Conservação do Património Geológico, Educação para a Sustentabilidade, o Turismo e o Desenvolvimento Local. De acordo com a Rede Global de Geoparques, um geoparque deve ainda valorizar, promover e preservar a Biodiversidade, o Património Cultural, a Gastronomia e a Investigação Científica, enquanto estratégia de desenvolvimento integrado das comunidades.

Sendo que “um geoparque antes de o ser já o é”, este aspirante a Geopark Mundial da UNESCO tem por missão contribuir para a proteção, valorização e dinamização do património natural e cultural, com especial ênfase no património geológico, numa perspetiva de aprofundamento e divulgação do conhecimento científico, fomentando o turismo e o desenvolvimento sustentável do território do Geopark Estrela, com uma área total: 2.737,72 Km2 e 171.668 habitantes, bem como apostar na melhoria da qualidade de vida das populações dando amplo relevo à educação, ao desporto, às artes, à cultura e ao turismo, promovendo a competitividade territorial da Serra da Estrela, das suas memórias e das populações que lhe adstringem significado.

 

Partilhar este artigo

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Eduardo Cabral

Os meses de fevereiro e março tiraram a Portugal e aos Portugueses a angústia duma seca severa que nem os mais otimistas acreditavam que voltasse a chover em Portugal. De facto, ao olharmos para todo o solo de Portugal, era desesperante vê-los ...

Joaquim Pimentel

Triste e lamentavelmente, perante a realidade da vida, que ninguém nos procure impingir a mentira de que a situação da Síria mexe com Assad, Trump, Putin, etc! Por mais razões que queiram invocar, a atitude destes “senhores” e de todos quantos a ...

Manuel Miranda

Mas tanta!... tanta gente de olhares em mim!... Eu sei que sou diferente… Que ando na vida para mim voltado, de todos os outros desencontrado!... Autista!… é o que de mim dizem. E outros que sou de perturbações do espectro do autismo. Outros ...

Estrela da Beira

A época das festas religiosas aproxima-se a passos largos. Estivemos novamente em Salamanca onde participámos na Procissão do Enterro (Sexta-feira Santa) e na Procissão do Encontro (Domingo de Páscoa) a convite da Cofradía de la Vera Cruz. É ótimo ...