Eventos, Cultura e Lazer:

CineEco – um ex-líbris de Seia

Decorreu em Seia, entre os dias 05 e 13 de Outubro, a 29ª edição do CineEco, que é o único festival de cinema em Portugal dedicado exclusivamente à temática ambiental e que, por iniciativa da Câmara Municipal, tem vindo a ser realizado, de forma ininterrupta, desde 1995.

O CineEco é de entrada gratuita e, para além dos filmes a concurso nas diversas categorias, inclui também um conjunto de atividades paralelas como sejam conferências, concertos, workshops e exposições.
Na edição de 2023 do que é o mais antigo e internacional evento de cinema ambiental existente Portugal, foram escolhidos para exibição, dentre os cerca de 300 filmes a concurso, 65 filmes de 27 países pertencentes a vários continentes.


O CineEco conseguiu já obter uma grande notoriedade e granjear um enorme prestígio nacional e internacional, sendo atualmente um grande ex-líbris da marca Seia para Portugal e para o Mundo.


Importa sublinhar aqui a visão dos pioneiros que, em 1995, lançaram em Seia esta iniciativa, altura em que não era ainda tão evidente como hoje a importância do ambiente e da sustentabilidade para a Humanidade.
Recordo a este propósito que só em 1997 as Nações Unidas conseguiram estabelecer, no Protocolo de Kyoto (Japão), o acordo de um significativo conjunto de países sobre metas e prazos para a preservação do ambiente, nomeadamente em termos de redução de emissões de gases de efeito de estufa.


O CineEco constitui hoje uma ferramenta importante em termos de divulgação e debate dos temas ambientais relevantes, sendo cada vez mais pertinente a sua existência face à agudização dos problemas originados pelas alterações climáticas e pelo esgotamento dos recursos naturais e energéticos.


A organização do CineEco faz, naturalmente, todo o sentido para o concelho de Seia, um município de montanha situado em pleno Parque Natural da Serra da Estrela onde a Natureza e a preservação do ambiente tem que constituir uma verdadeira prioridade.


Apesar disso, é de elementar justiça e absolutamente indispensável enaltecer a resiliência dos diversos executivos da Câmara Municipal, bem como das diversas Comissões organizadoras do CineEco que, mesmo nos tempos mais difíceis, em que havia grandes limitações de recursos financeiros, nunca deixaram de garantir a realização deste festival de cinema.


A notoriedade do CineEco foi ainda mais reforçada em 2021 com a publicação do livro “Cinema Ambiental em Portugal – filmes do mundo em 25 anos de CineEco”, da autoria de Mário Branquinho, que foi desde sempre um grande impulsionador e dinamizador do projeto, tendo sido diretor do festival em várias edições.
A continuidade da realização, no futuro, de um evento que, através do cinema, promove os valores ambientais e de sustentabilidade deve ser uma prioridade absoluta da Câmara Municipal, no sentido de continuar a reforçar a notoriedade de Seia em Portugal e no Mundo no âmbito da temática ambiental.


A angariação de parceiros e patrocinadores adequados e com ligação ao tema do ambiente, bem como o envolvimento da comunidade escolar e da sociedade senense em geral, são elementos importantes e indispensáveis para garantir a continuação do êxito da iniciativa.


Importa, também, envolver ainda mais a Escola Superior de Turismo e Hotelaria, nomeadamente considerando a vertente do Turismo de Natureza, na promoção e dinamização do evento, assim como garantir a adesão da comunidade empresarial do concelho.


Neste âmbito, seria muito relevante fomentar e apoiar o aparecimento de iniciativas empresariais ligadas à indústria do ambiente, nas suas mais diversas vertentes, área que no futuro se perspetiva de enorme crescimento e que, para além disso, possui uma boa interligação com a realização do CineEco, sendo que o próprio festival de cinema se pode constituir como um instrumento útil na divulgação e promoção aquém, e além fronteiras, de novos projetos empresariais senenses.

Opinião

O Nascer de uma Alvorada

Será com todo prazer e alegria que mais um...

Abril 2024 – 50 Anos de Democracia e Liberdade…

Comemorámos 50 anos de Democracia e Liberdade.Foi numa radiosa...

DESCOLONIZAR, DEMOCRATIZAR… e DESENVOLVER?

Aqueles que viveram o 25 de Abril recordam os...

Abril – o que falta fazer

No passar dos cinquenta anos do 25 de Abril,...

Plástico: um material útil mas extremamente perigoso

A descoberta do plástico teve origem na necessidade de...

Chegou o calor… mas os parasitas também!

Chegaram os dias mais longos, o sol quentinho a...
spot_img