Eventos, Cultura e Lazer:

3ª Edição OCUPAR A VELGA regressa a Valezim

Entre os dias 3 e 11 de agosto, a...

Politécnico da Guarda entra na UNITA e passa a ser “universidade europeia”

Cerimónia esta quinta-feira na Université Savoie Mont Blanc, em França, oficializou a entrada do IPG numa aliança de instituições de ensino superior de Espanha, França, Itália e Roménia localizadas em zonas transfronteiriças e de montanha. “O IPG partilha com a UNITA a visão do trabalho colaborativo como forma de inovar e de aumentar a competitividade das instituições de ensino superior”, afirmou Joaquim Brigas no ato de entrada oficial nesta rede europeia.

O Instituto Politécnico da Guarda – IPG passou a ser hoje membro de pleno direito da UNITA – Rede de Universidades Europeias, uma aliança que une instituições de ensino superior de Espanha, França, Itália, Roménia e Portugal que têm em comum a localização em zonas transfronteiriças e de montanha. A cerimónia teve lugar na Université Savoie Mont Blanc, em Chambéry, na França, durante a reunião de reitores e presidentes das instituições que integram a aliança UNITA – Universitas Montium.

“É um motivo de grande satisfação o Politécnico da Guarda passar a ser reconhecido, a partir de agora, como uma universidade europeia com trabalho científico relevante nas áreas da economia circular, das energias renováveis, do património cultural e do turismo, entre outras”, afirma Joaquim Brigas, presidente do IPG, que recebeu esta manhã em França os títulos de participação do Politécnico da Guarda na UNITA (ver fotos em anexo). “O IPG partilha com a UNITA a visão do trabalho colaborativo como forma de inovar e de aumentar a competitividade das instituições de ensino superior”. Segundo Joaquim Brigas, “este consórcio de universidades é uma parceria para o conhecimento que contribui para aprofundar o projeto europeu!”

A delegação da Guarda que se deslocou à Université Savoie Mont Blanc para a entrada oficial na UNITA tem estado a colaborar de forma empenhada com os outros membros da Aliança. O Politécnico da Guarda já envolveu a sua comunidade académica e partilha os espaços de investigação com outras universidades, dando continuidade a trabalhos de alunos, docentes e investigadores do IPG que, durante o processo de adesão à UNITA, iniciaram trabalhos científicos de investigação com colegas de outras instituições desta rede nas áreas do Envelhecimento Ativo e Saudável, da Logística e da Biotecnologia.

“Esta produção de conhecimento será um contributo relevante para o desenho de políticas públicas nos países europeus que compõe a UNITA, a começar por Portugal”, afirmou Joaquim Brigas. “Ao promover o intercâmbio de recursos académicos e de competências, o IPG está também empenhado em cooperar em áreas estratégicas definidas pela Aliança ligadas à sustentabilidade”.

» Onde comprar o Jornal de Santa Marinha «

Últimas

Celorico da Beira – Detida por cultivo de produtos estupefacientes

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de...

3ª Edição OCUPAR A VELGA regressa a Valezim

Entre os dias 3 e 11 de agosto, a...

SEIA COM MAIS 11 CONDOMÍNIOS DE ALDEIA APROVADOS

O Município de Seia, através de uma candidatura aprovada...
spot_img